domingo, 21 de maio de 2017

Vinhos tintos para harmonizar com pizza

Na última 5ª feira, dia 18 de maio, realizamos na casa do nosso confrade Otávio uma degustação de vinhos tintos para harmonizar com pizza. Os vinhos eram na sua maioria italianos, com exceção de um portugues da região do Douro. Tivemos a presença de 8 confrades e foram degustados 8 vinhos de safras variadas (2003, 2004, 2006, 2009, 2011, 2012, 2014 e 2015).

As pizzas  de 5 queijos, Marguerita, Aliche, Provoalho, Paesana, Calabresa da Padaria São Domingos, Banana, entre outras, foram preparadas pelo pizzaiolo Luciano do Clube Pinheiros. A organização e o serviço estavam excepcionais.

A degustação contou com oito vinhos com níveis de alcool variando entre 13% e 14,5%.
 A seguir uma breve descrição dos vinhos degustados:

RAR Collezione Pinot Noir 2014

Produtor: Raul A. Randon
País/Região: Brasil/Campos de Cima da Serra
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Altman

Alladio Langhe 2009
Produtor: Bera Azienda Agricola
País/Região: Italia/Neviglie, Piemote
Graduação alcoolica: 14.5%
Uvas: Nebbiolo
Confrade: Paulo

Montepulciano d'Abruzzo 2006
Produtor: Masciarelli
País/Região: Italia/S. Martino sulla Marrucina
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Montepulciano
Confrade: Alessandro

Marchese Antinori 2003
Produtor: Antinori
País/Região: Italia/Chianti Classico
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Sangiovese
Confrade: João Luis

Chianti Classico 2012
Produtor: Badia a Coltibuono
País/Região: Italia/Chianti Classico
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Sangiovese
Confrade: Joubert

Il Pumo Primitivo 2015
Produtor: San Marzano
País/Região: Italia/Primitivo IGP Salento
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Primitivo
Confrade: Alberto

Edizione Cinque Autoctoni 2004
Produtor: Farnese
País/Região: Italia/Puglia & Abbruzzo
Graduação alcoolica: 14.5%
Uvas: Montepulciano, Sangiovese, Primitivo, Negroamaro e Malvasia Nera
Confrade: Marcio

Falgaroso 2011
Produtor: Quinta Penedo do Salto
País/Região: Portugal/Douro
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz
Confrade: Otavio

Vinhos degustados

Vejam os detalhes dos vinhos abaixo.

Não se esquecam que no dia 22/Junho degustaremos Amarones.. Até lá....

Não percam a próxima degustação.


domingo, 23 de abril de 2017

Tintos da Toscana

Na última 3ª feira, dia 18 de abril, realizamos no Piselli uma excepcional degustação, desta vez de vinhos tintos da Toscana, produzidos na Toscana com diversas uvas, incluindo: Sangiovese, Colorino, Cabernet Sauvignon, Merlot, Syrah, Mammolo, Prugnolo gentile (Sangiovese) e Sangiovese Grosso, com a presença de 9 confrades. Foram degustados 9 vinhos, de safras bem variadas (1995, 2004, 2005, 2007, 2008, 2011 e 2013), O nosso confrade Otávio foi responsável pelo excelente menu da noite.
O serviço foi excelente e a execução do cardapio excepcional.

A degustação contou com nove vinhos com níveis de alcool variando entre 13,0% e 15,5%.


A seguir uma breve descrição dos vinhos degustados:

Sassontino 2004
Produtor: La Spinetta
País/Região: Italia/Terricciola
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: 95% Sangiovese, 5% Colorino
Confrade: João Luiz

Ruit Hora 2007
Produtor: Caccia al Piano
País/Região: Italia/Bolgheri
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Cabernet - Merlot - Syrah
Confrade: Altman

Máté Riserva 2008
Produtor: MáTé
País/Região: Italia/Brunello di Montalcino
Graduação alcoolica: 15.5%
Uvas: Sangiovese
Confrade: Calabro

Vino Nobile di Montepulciano 2011
Produtor: Fattoria del Cerro
País/Região: Italia/Montepulciano
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: Sangiovese (90%), Colorino (5%) e Mammolo (5%)
Confrade: Paulo

Marchese Antinori Riserva 2013
Produtor: Tenuta Tignanello
País/Região: Italia/Chianti Classico
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: 90% Sangiovese, 10% de Cabernet Sauvignon
Confrade: Alberto

Brancaia 2011
Produtor: Brancaia
País/Região: Italia/Chianti Classico
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: Merlot & Sangiovese
Confrade: Joubert

Romitorio di Santedame 1995
Produtor: Tenimenti Ruffino
País/Região: Italia/Castellina in Chianti
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Prugnolo gentile (Sangiovese) e Colorino
Confrade: Alessandro

Felsina 2005
Produtor: Fontalloro
País/Região: Italia/Castelnuovo Berardenga
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Sangiovese
Confrade: Marcio

Sassoalloro 2008
Produtor: Jacopo Biondi Santi
País/Região: Italia/Toscana IGT
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Sangiovese Grosso
Confrade: Otavio

Vinhos degustados


A maior parte dos vinhos apresentaram cor rubi, sem sinais de evolução. Os aromas eram bem variados, incluindo frutas vermelhas escuras como ameixa seca, amoras e cerejas, baunilha, couro, especiarias, tabaco e nuances florais. Os taninos se mostraram bem equilibrados.

Nesta degustação, os resultados do nosso painel apresentaram, uma pequena amplitude de notas, sendo na média aparada de 1,6 pontos (de 89,1 a 90,8).

O vinho que ficou em último lugar foi o Vino Nobile di Montepulciano 2011, produzido pela Fattoria del Cerro, com as uvas Sangiovese (90%), Colorino (5%) e Mammolo (5%), na região de Montepulciano, com 14% de alcool. Este vinho não teve destaque nem positivo nem negativo. Não ficou em primeiro, segundo ou ultimo para nenhum dos confrades.

O segundo melhor vinho do painel, foi o Brancaia 2011, produzido pelo Fattoria La Brancaia, com as uvas Merlot & Sangiovese, na região do Chianti Classico, com 14% de alcool. O vinho foi escolhido o segundo melhor vinho por tres confrades e o pior por um outro confrade.

O Campeão da noite, foi o Romitorio di Santedame 1995, produzido com as uvas Prugnolo gentile (Sangiovese) e Colorino, por Tenimenti Ruffino, na região de Castellina in Chianti, com 13% de alcool. Este vinho foi escolhido o melhor vinho por cinco confrades e o pior por um outro confrade.


Vejam os resultados completos abaixo.

Não se esquecam que no dia 18/Maio degustaremos vinhos tintos harmonizados com pizza na casa do confrade Otávio. Até lá....

Não percam a próxima degustação.






domingo, 19 de março de 2017

Pinot Noir da Nova Zelândia

Na última 5ª feira, dia 16 de março, realizamos no Rosmarino mais uma excepcional degustação, desta vez de vinhos produzidos a partir da yva Pinot Noir na Nova Zelândia, com a presença de 9 confrades. Foram degustados 9 vinhos, de safras diversas (2007, 2008, 2009, 2010, 2011 e 2014), O nosso confrade Paulo foi responsável pelo menu da noite.

Couvert: Pão italiano, mini-ciabata, pão de queijo, patê de roquefort, manteiga e azeitona.

Entrada: Terrine de Campagna e mini verdes

Primeiro Prato: Suflê de Queijos

Segundo Prato: Vitela ao Forno com Cogumelos

Sobremesa: Entremet de chocolate, Torta de nozes carameladas, Merengue de chocolate belga e avelãs, Carolinas de creme, Ovos nevados, Profiteroles, Terrine de Frutas, Tiramisú, Creme brulée, Pastiera di grano, Bavarese de chocolate e Tarte Tatin

Como de costume o serviço foi excelente e o suflê estava excepcional.

A degustação contou com nove vinhos com níveis de alcool variando entre 12,5% e 15%.


A seguir uma breve descrição dos vinhos degustados:

Pinot Noir 2009
Produtor: Palliser Estate
País/Região: N. Zelandia/Martinborough
Graduação alcoolica: 14.5%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Joubert

Fallen Angel 2007
Produtor: Stonyridge Vineyard
País/Região: N. Zelandia/Central Otago
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Altman

Sileni Cellar Section 2014
Produtor: Sileni Estates
País/Região: N. Zelandia/Hawke's Bay
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Calabro

Ata Rangi Pinot Noir 2009
Produtor: Ata Rangi
País/Região: N. Zelandia/Martinborough
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Marcio

Kumeu River Village 2010
Produtor: Braikovich Family
País/Região: N. Zelandia/Kumeu
Graduação alcoolica: 12.5%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: João Luiz

Isabel Pinot Noir 2010
Produtor: Isabel Estate Vineyard
País/Região: N. Zelandia/Marlborough
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Otavio

Oyster Bay Pinot Noir 2011
Produtor: Oyster Bay Wines
País/Região: N. Zelandia/Marlborough
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Paulo

Schubert Block B 2008
Produtor: Schubert Wines Ltd.
País/Região: N. Zelandia/Martinborough/Wairarapa
Graduação alcoolica: 14.5%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Alessandro

Schubert Pinot Noir 2009
Produtor: Schubert Wines Ltd.
País/Região: N. Zelandia/Martinborough/Wairarapa
Graduação alcoolica: 15%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Alberto

Vinhos degustados


Os vinhos apresentaram cor rubi, sendo que alguns já tinham um halo granada e dois deles um tom alaranjado. Os aromas  de frutas vermelhas, tais como cereja, framboesa, alem de tostado, aromas animais e um leve herbáceo. Os taninos se mostraram bastante equilibrados.

Nesta degustação, os resultados do nosso painel apresentaram, uma pequena amplitude de notas, sendo na média aparada de 1,6 pontos (de 88,4 a 89,9).

O vinho que ficou em último lugar foi o Isabel Pinot Noir 2010, produzido pela vinícola Isabel Estate, no norte da ilha sul, na região de Marlborough, com 13,5% de alcool, escolhido o pior vinho por dois confrades e o segundo melhor por outro.

O segundo melhor vinho do painel, foi o Fallen Angel 2007, produzido pela vinícola Stonyridge no sul da ilha sul, na região de Central Otago, com 13,5% de alcool, escolhido o melhor vinho por dois confrades e o segundo melhor por outros tres.

O Campeão da noite, foi o Kumeu River Village 2010, produzido pela Familia Braikovich, ao norte de Auckland, na região de Kumeu, com 12.5% de alcool. Este vinho foi esolhido o melhor vinho por cinco confrades e o pior por outro.


Vejam os resultados completos abaixo.
  
Não se esquecam que no dia 18/Abril degustaremos vinhos tintos da Toscana.. Até lá....

Não percam a próxima degustação.





terça-feira, 14 de março de 2017

New Zealand Pinot Noir

Intense, expressive, fruit-driven. Old World structure and elegance meets New World power and intensity.
Native to Burgundy and notoriously fickle (it is world class only in cool climate regions), the Pinot Noir grape has found in New Zealand a home away from home. Our winemakers tease a tantalising array of distinctive regional and terroir-driven styles from the land. Common to all, however, are Old World structure and elegance overlaying New World power and fruit-driven intensity.
·         Pinot noir is predominantly grown in the cooler southerly regions. The huge diversity in climates and soils enables a wide range of styles from the six main Pinot producing regions.
·         Since the 1990s, plantings have expanded throughout all regions in the South Island and also in a few selected sites in the North Island.
·         Pinot Noir is now second only to Sauvignon Blanc in production volume, with major plantings in six key regions.

·         There has been impressive growth in export sales of New Zealand Pinot Noir in the last five years, with 10.9 million litres exported in the 12 months to June year-end 2015.

Typical regional styles

Climate is the major factor in the distinction of regional styles.
HAWKE'S BAY: Varietal aromatics of cherry, berry fruits, plum, florals and spice, through to more savoury and earthy examples, all with beautifully soft and supple tannins and great richness of flavour.
WAIRARAPA: Darker fruit aromas, often with a savoury component. Rich, full, sweet fruit on the entry with flavours in the dark plum and chocolate spectrum. The structure of the wines are based around long, fine tannins.
NELSON: Fragrant, complex, earthy and savoury textured wines with rich, spicy, cherry and plum flavours. These wines are concentrated, balanced and supple with fine lingering tannin.
MARLBOROUGH: Red fruit spectrum aromatically and bright raspberry, cherry and plums on the palate. Wines typically have a freshness from subtle acidity that is complemented by their linear structure and even tannin backbone. The Southern Valleys tend to produce fuller bodied wines.
CANTERBURY & WAIPARA VALLEY: Red and dark berry fruit with spicy notes. Firm structure and acidity. Savoury earthy characteristics.
CENTRAL OTAGO: Gibbston Valley district has sweet, soft, upfront fruitiness with flavours of raspberry, strawberries and fresh herbs and spicy notes. The warmer Bannockburn and Lowburn areas produce fuller, more tannic wines with cherries and dark fruit. Undertones of dried thyme is most prevalent in Pinots from Alexandra.
Source: www.nzwine.com



quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Vinhos Laranja

Na última 5ª feira, dia 16 de fevereiro, realizamos no Rosmarino mais uma interessante degustação, desta vez de Vinhos Laranja, produzidos em diversas partes do mundo e desconhecidos pela maioria dos 10 confrades presentes. Foram degustados 9 vinhos de safras relativamente recentes (2010, 2011, 2012, 2013 e 2015), exceto por um vinho com 14 anos, O nosso confrade Paulo foi responsável pelo excelente menu da noite.

Couvert: Pão italiano, mini-ciabata, pão de queijo, patê de roquefort, manteiga e azeitona.

Entrada: Salada verde com salmon gravlax

Primeiro Prato: Canellone gratinado ao creme de queijos

Segundo Prato: Atum branco grelhado com gergelim e purê de batata aromatizado com gengibre

Sobremesa: Entremet de chocolate, Torta de nozes carameladas, Merengue de chocolate belga e avelãs, Carolinas de creme, Ovos nevados, Profiteroles, Terrine de Frutas, Tiramisú, Creme brulée, Pastiera di grano, Bavarese de chocolate e Tarte Tatin

Como de costume o serviço foi excelente e a execução do cardapio excepcional.

A degustação contou com oito vinhos no tema, com níveis de alcool variando entre 11,5% e 14,5%, alem de um vinho fortificado que não foi classificado, com 15% de alcool.


A seguir uma breve descrição dos vinhos degustados:

Empreinte du Temps 2013
Produtor: Ferrer Ribière
País/Região: França/Côtes Catalanes
Graduação alcoolica: 14.5%
Uvas: Grenache Gris
Confrade: Paulo

Malvasia Zidarich 2012
Produtor: Az. Agr. Zidarich
País/Região: Italia/Venezia Giulia
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Malvasia
Confrade: João Luiz

Bojador - Vinho de Talha 2015
Produtor: Espaço Rural
País/Região: Portugal/Alentejo
Graduação alcoolica: 12%
Uvas: Perrum (40%), Roupeiro (30%), Rabo de Ovelha (20%), Manteudo (10%)
Confrade: Otavio

Reserva Pessoal Branco 2003
Produtor: Alves de Sousa
País/Região: Portugal/Douro
Graduação alcoolica: 13%
Uvas:  Gouveio, Malvasia Fina, Viosinho
Confrade: Alessandro

Ageno 2011
Produtor: La Stoppa di Elena
País/Região: Italia/Emilia Bianco
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Malvasia, Trebbiano e Ortrugo
Confrade: Alberto

Dettori Bianco/Badde Nigolosu 2013
Produtor: Tenute Dettori
País/Região: Italia/Romangia Bianco
Graduação alcoolica: 14.5%
Uvas: Vermentino
Confrade: Marcio

Era dos Ventos 2010
Produtor: Era dos Ventos
País/Região: Brasil/Bento Gonçalves
Graduação alcoolica: 11.5%
Uvas: Peverela
Confrade: Calabro

RE Pinotel 2015
Produtor: Bodegas RE
País/Região: Chile/Casablanca
Graduação alcoolica: 12.5%
Uvas: Pinot Noir/Moscatel Rosado
Confrade: Altman

Vin Jaune "En Spois" 2008
Produtor: Dom. Stephane Tissot
País/Região: França/Arbois
Graduação alcoolica: 15%
Uvas: Savagnin
Confrade: Joubert

Vinhos degustados


Os vinhos apresentaram cor variando do amarelo palha, passando pelo dourado e chegando até vinhos com tons mais alaranjados. Os aromas  variaram desde frutas citricas até aromas animais, passando por salgado, tostado,  amantegado e quimico, lembrando tinta guache. Na bova apresentaram taninos discretos, sendo que alguns tinham um leve amargor.

Nesta degustação, os resultados do nosso painel apresentaram, uma discreta amplitude de notas, sendo na média aparada de 1,8 pontos (de 87,5 a 89,3).

O vinho que ficou em último lugar foi o Bojador - Vinho de Talha 2015, produzido pela vinícola Espaço Rural em Portugal, na região do Alentejo, utilizando as uvas: Perrum, Roupeiro, Rabo de Ovelha e Manteudo, com 12% de alcool, escolhido o segundo melhor vinho para 3 confrades e o pior vinho por cinco confrades.

O segundo melhor vinho do painel, foi o Malvasia Zidarich 2012, produzido a partir da Uva Malvasia, pela Azienda Agricola Zidarich na Italia, na região de Venezia Giulia, com 13,5% de alcool, escolhido o melhor vinho por um confrade e o segundo melhor por outros dois.

O Campeão da noite, foi o Ageno 2011, produzido na Itália, com as uvas Malvasia, Trebbiano e Ortrugo, pela vinícola La Stoppa di Elena, na região da Emilia Romagna, com 13.5% de alcool. Este vinho foi esolhido o melhor vinho por quatro confrades e o segundo melhor por outros dois.

 
Vejam os resultados completos abaixo.


Não se esquecam que no dia 16/Março degustaremos Pinot Noir da Nova Zelândia.. Até lá....

Não percam a próxima degustação.