domingo, 20 de maio de 2018

Tintos da Califórnia com mais de 10 anos


Na última 5ª feira, dia 17 de maio, realizamos no Rosmarino mais uma excelente degustação, desta vez de Vinhos tintos da Califórnia com mais de 10 anos. Tivemos a presença de 6 confrades e um convidado e foram degustados 7 vinhos, de safras diversas (1997, 2004, 2005, 2006, 2007 e 2008), O nosso confrade Paulo foi responsável pelo excelente menu da noite.

Couvert: Pão italiano, mini-ciabata, pão de queijo, patê de roquefort, manteiga e azeitona.

Entrada: Terrine de pato e pimenta verde com mini verdes e pão de nozes

Primeiro Prato: Taglioline ao ragú de rabada e agrião

Segundo Prato:  Paleta de cordeiro ao vinho tinto

Sobremesa: Entremet de chocolate, Torta de nozes carameladas, Merengue de chocolate belga e avelãs, Carolinas de creme, Ovos nevados, Profiteroles, Terrine de Frutas, Tiramisú, Creme brulée, Pastiera di grano, Bavarese de chocolate e Tarte Tatin

Como de costume o serviço foi excelente e a execução do cardapio excelente.

A degustação contou com seis vinhos com níveis de alcool variando entre 13,8% e 15,9%.

 A seguir uma breve descrição dos vinhos degustados:

Blackbird Vineyards 2005
Produtor: Blackbird Vineyards
País/Região: USA/Oakville, Ca
Graduação alcoolica: 14.5%
Uvas: Merlot
Confrade: Alberto

Boeger 2004
Produtor: Boeger Winery
País/Região: USA/Placerville, CA
Graduação alcoolica: 15%
Uvas: Barbera
Confrade: Walter

Caymus 2007
Produtor: Caymus Vineyards
País/Região: USA/Rutherford, CA
Graduação alcoolica: 15%
Uvas: Cabernet Sauvignon
Confrade: Marcio

Bacio Divino 2006
Produtor: Bacio Divino
País/Região: USA/Napa, CA
Graduação alcoolica: 14.4%
Uvas: 62% Cabernet Sauvignon, Sangiovese, Petite Syrah e Merlot
Confrade: Joubert

Star Angel 2007
Produtor: Montes
País/Região: USA/Paso Robels, CA
Graduação alcoolica: 15%
Uvas: Syrah
Confrade: Calabro

Black Coyote Reserve 2008
Produtor: Black Coyote
País/Região: USA/Napa, CA
Graduação alcoolica: 15.9%
Uvas: Cabernet Sauvignon
Confrade: João Luiz

Tom Eddy 1997
Produtor: Tom Eddy, CA
País/Região: USA/Oakville, Ca
Graduação alcoolica: 13.8%
Uvas: Cabernet Sauvignon
Confrade: Alessandro

Vinhos degustados


Os vinhos apresentaram cor rubi, sendo que alguns já tinham um halo granada e dois deles um rubi ainda violáceo. Os aromas  incluiam frutas vermelhas escuras, madeira, grafite, tabaco, eucalipto, sendo alguns ainda um pouco alcoólicos no naris. Os taninos se mostraram bastante equilibrados.

Nesta degustação, os resultados do nosso painel apresentaram, uma pequena amplitude de notas, sendo na média aparada de 1,7 pontos (de 89,2 a 90,9).

O vinho que ficou em último lugar foi o Caymus 2007, produzido por Caymus Vineyards, com a uva Cabernet Sauvignon, na região de Rutherford na California, com 15% de alcool, tendo sido escolhido o pior vinho por tres confrades e o melhor por outro.

O segundo melhor vinho do painel, foi o Boeger 2004, produzido por Boeger Winery com a uva Barbera, na região de Placerville na California, com 15% de alcool, escolhido o melhor vinho por um confrade e o segundo melhor por outros dois.

O Campeão da noite, foi o Bacio Divino 2006, produzido pela Vinicola Bacio Divino, na região de Napa, com 14.4% de alcool. Este vinho, produzido com as uvas Cabernet Sauvignon (62%), Sangiovese, Petite Syrah e Merlot foi escolhido o melhor vinho por quatro confrades.


Vejam os resultados completos abaixo.

Não se esquecam que no dia 21/Junho degustaremos vinhos tintos do Languedoc. Até lá....

Não percam a próxima degustação.

domingo, 22 de abril de 2018

Brunello di Montalcino com mais de 7 anos


Na última 5ª feira, dia 19 de abril, realizamos no Rosmarino mais uma ótima degustação, desta vez de Brunellos di Montalcino com mais de 7 anos. Tivemos a presença de 9 confrades, e foram degustados 9 vinhos, de safras diversas (1997, 2002, 2003, 2005, 2006, 2007 e 2010), O nosso confrade Paulo foi responsável pelo excelente menu da noite.

Couvert: Pão italiano, mini-ciabata, pão de queijo, patê de roquefort, manteiga e azeitona.

Entrada: Crostini di Fegatini

Primeiro Prato: Spaghetti fresco alla carbonara

Segundo Prato:  Costoleta alla milanese com pomodoro e rugetta


Sobremesa: Entremet de chocolate, Torta de nozes carameladas, Merengue de chocolate belga e avelãs, Carolinas de creme, Ovos nevados, Profiteroles, Terrine de Frutas, Tiramisú, Creme brulée, Pastiera di grano, Bavarese de chocolate e Tarte Tatin

Como de costume o serviço foi excelente e a execução do cardapio excepcional.

A degustação contou com nove vinhos com níveis de alcool variando entre 13,5% e 14,5%.


A seguir uma breve descrição dos vinhos degustados:

Brunello Pian delle Vigne 2006
Produtor: Antinori
País/Região: Italia/Montalcino
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: Sangiovese
Confrade: Calabro

Brunello di Montalcino Riserva 2007
Produtor: Fuligni
País/Região: Italia/Montalcino
Graduação alcoolica: 14.5%
Uvas: Sangiovese
Confrade: Joubert

Brunello Pian di Conte 2003
Produtor: Talenti
País/Região: Italia/Montalcino
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: Sangiovese
Confrade: Otavio

Brunello Vigna del Fiore 2005
Produtor: Fattoria dei Barbi
País/Região: Italia/Montalcino
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: Sangiovese
Confrade: Paulo

Brunello Villa al Cortille 2010
Produtor: Piccini
País/Região: Italia/Montalcino
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: Sangiovese
Confrade: Alberto

Brunello di Montalcino 1997
Produtor: La Magia
País/Região: Italia/Montalcino
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: Sangiovese
Confrade: Alessandro

Brunello di Montalcino Altero 2003
Produtor: Poggio Antico
País/Região: Italia/Montalcino
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Sangiovese
Confrade: Marcio

Brunello di Montalcino 2007
Produtor: Altesino
País/Região: Italia/Montalcino
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: Sangiovese
Confrade: Altman

Brunello di Montalcino 2002
Produtor: Camigliano
País/Região: Italia/Montalcino
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Sangiovese
Confrade: João Luiz

Vinhos degustados


Os vinhos apresentaram cor rubi, sendo que alguns já tinham um halo granada e dois deles um rubi alaranjado e um pouco opacos. Os aromas  incluiam frutas vermelhas escuras, ameixa, framboeza, tabaco, madeira, couro, figo seco, com boa acides. Os taninos se mostraram bastante equilibrados.

Nesta degustação, os resultados do nosso painel apresentaram, uma pequena amplitude de notas, sendo na média aparada de 2,0 pontos (de 89,1 a 91,1).

O vinho que ficou em último lugar foi o Brunello Villa al Cortille 2010, produzido pela Tenute Piccini, na região de Montalcino, na Italia, com 14% de alcool, escolhido o pior vinho por quatro confrades.

O segundo melhor vinho do painel, foi o Brunello di Montalcino Riserva 2007, produzido na região de Montalcino por Eredi Fuligni, com a uva Sangiovese, com 14,5% de alcool, escolhido o segundo melhor vinho por quatro confrades.

O Campeão da noite, foi o único italiano, da denominação Brunello Pian delle Vigne 2006, produzido pela Tenute Antinori, na região de Montalcino, com 14% de alcool. Este vinho foi escolhido o melhor vinho por seis confrades e o segundo melhor por outro.


Vejam os resultados completos abaixo.


Não se esquecam que no dia 17/Maio degustaremos Tintos da Califórnia com mais de 10 anos. Até lá....

Não percam a próxima degustação.


domingo, 1 de abril de 2018

Pinot Noir: California vs Chile


No sábado, dia 26 de março, realizamos no Rio de Janeiro, no restaurante Charbon Rouge, uma excelente degustação, desta vez de vinhos produzidos com a uva Pinot Noir na California e no Chile, com a presença de 7 confrades. Foram degustados 7 vinhos, de safras variadas, sendo alguns relativamente jovens (2009, 2010, 2012, 2013 e 2014), O nosso confrade Ricardo foi responsável pela organização do evento.

Couvert:              Seleção de pães, Crudités de legumes, Patê de fígado, Manteiga do dia, Fateh de berinjela e Chips de batata

Entradas:             Steak Tartar e Harumaki de Cordeiro

Prato Principal:  French Rack, Bacalhau ao molho de funcho, Steak de Mignon, Magret de Canard ao Molho Oriental, Magret de Canard com Redução de Vinho do Porto,

Sobremesa:         Seleção de Churros Especiais, Cheesecake New York Style de Frutas Vermelhas, Crumble de Maçã com Sorvete, etc...

O serviço foi excelente e a execução do cardapio excepcional.

A degustação contou com sete vinhos com níveis de alcool variando entre 13% e 15.8%.
  
A seguir uma breve descrição dos vinhos degustados:

Belle Glos - Clark&Telephone Vineyard 2009
Produtor: Belle Gloss
País/Região: USA/Rutherford, CA
Graduação alcoolica: 14.4%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Marcio

PNX, Spotlight Collection 2014
Produtor: Robert Mondavi
País/Região: USA/Carneros, Napa Valley
Graduação alcoolica: 14.5%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Altman

Ma Danseuse 2010
Produtor: Peter Michael
País/Região: USA/Calistoga, CA
Graduação alcoolica: 15.8%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Ricardo

Redtree 2013
Produtor: Redtree Winery
País/Região: USA/California
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Joubert

Casa Marin Litoral 2013
Produtor: Casa Marin
País/Região: Chile/Lo Abarca - San Antonio Valley
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Paulo

Sequana 2009
Produtor: Sequana Vineyards
País/Região: USA/Santa Rosa, CA
Graduação alcoolica: 13.9%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: Calabro

Lloyd by Robert Lloyd 2012
Produtor: Robert Lloyd
País/Região: USA/Santa Rita Hills
Graduação alcoolica: 15.1%
Uvas: Pinot Noir
Confrade: João Luiz

Vinhos degustados
  
Os vinhos apresentaram cor rubi, sendo que alguns já tinham um halo granada. Os aromas  incluiam frutas vermelhas escuras, framboesa, madeira, salsão, aromas terciarios próprios de vinhos mais evoluídos, o mais jovens tinham um pouco alcoólicos no naris. Os taninos se mostraram bastante equilibrados.

Nesta degustação, os resultados do nosso painel apresentaram, uma pequena amplitude de notas, sendo na média aparada de 1,1 pontos (de 88,7 a 89,8).

O vinho que ficou em último lugar foi o Lloyd by Robert Lloyd 2012, produzido por Robert Lloyd, na região de Santa Rita Hills, na California, com 15,1% de alcool, escolhido o pior vinho por um confrade e o segundo melhor por outro.

O segundo melhor vinho do painel, foi o Belle Glos - Clark&Telephone Vineyard 2009, produzido na região de Rutherford, na California, pel vinícola Belle Gloss, com 14,4% de alcool, escolhido o melhor vinho por dois confrades, o segundo melhor por três confrades e o pior por outro.

O Campeão da noite, foi o Sequana 2009, produzido por Sequana Vineyards, na região de Santa Rosa, na California, com 13.9% de alcool. Este vinho foi escolhido o melhor vinho por dois confrades e o segundo melhor por outros quatro.


Vejam os resultados completos abaixo.

 

Não se esquecam que no dia 19de Abril, degustaremos Brunello di Montalcino com mais de 7 anos. Até lá.... Não percam a próxima degustação.



terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Riesling: Alsácia vs Alemanha

Na última 3ª feira, dia 20 de fevereiro, realizamos no Tordesilhas mais uma excelente degustação, desta vez de Vinhos brancos produzidos com a uva Riesling, na Alsácia e na Alemanha, alem de um Italiano e de um austriaco. Tivemos a presença de 8 confrades, entretanto foram degustados 9 vinhos, a maioria de safras relativamente recentes (2007, 2011, 2013, 2014 e 2015), O nosso confrade Alessandro foi responsável pelo excepcional menu da noite.

Acepipes:   - Pastéis de Carne, Queijo e Camarão
                 - Bolinho de Massa pura de Mandioca
                 - Casquinha de Siri

Salada:      Marinada de Abóbora e Folhas Orgânicas ao Molho de Mostarda, Laranja, Coentro Fresco e Gergelim
  
Principal:   Moqueca de Peixe e Camarão à Baiana, com Acaçá (flan de de coco) e Farofa de azeite de dendê

Sobremesa: Cocada de Tabuleiro com Sorvete de Cupuaçu e Calda de Tamarindo

Como de costume o serviço foi excelente e a execução do cardapio excepcional.

A degustação contou com nove vinhos com níveis de alcool variando entre 12% e 13,5%.




A seguir uma breve descrição dos vinhos degustados:

Felseneck Riesling GG 2007
Produtor: Schafer-Frohlich
País/Região: Alemanha/Nahe
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Riesling
Confrade: Marcio

Riesling Trocken 2013
Produtor: Weingut Robert Weil
País/Região: Alemanha/Rheingau
Graduação alcoolica: 12%
Uvas: Riesling
Confrade: Paulo

Loimer Riesling 2011
Produtor: Weingut Loimer
País/Região: Austria/Kamptal
Graduação alcoolica: 12.5%
Uvas: Riesling
Confrade: Marcio

Riesling Exception 2013
Produtor: Bestheim
País/Região: France/Alsace
Graduação alcoolica: 12%
Uvas: Riesling
Confrade: João Luis

Riesling Trocken 2013
Produtor: Selbach-Oster
País/Região: Alemanha/Mosel
Graduação alcoolica: 12%
Uvas: Riesling
Confrade: Alessandro

Riesling Grand Cru Schoenenbourg 2011
Produtor: Dopff  au Moulin
País/Região: France/Alsace
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Riesling
Confrade: Otavio

Clos des Capucins 2014
Produtor: Domaine Weinbach
País/Região: France/Alsace
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Riesling
Confrade: Altman

Silberlack Riesling Trocken GG 2014
Produtor: Schloss Johannisberger
País/Região: Alemanha/Rheingau
Graduação alcoolica: 12.5%
Uvas: Riesling
Confrade: Alberto

Montiggl 2015
Produtor: San Michael-Eppan
País/Região: Italia/Sudtirol
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Riesling
Confrade: Joubert

Vinhos degustados


Os vinhos apresentaram cor amarelo palha, sendo um deles com toum tom dourado. Os aromas  incluiam frutas citricas, maça verde, lichia, petroleo, mineral, pedra de isqueiro, sendo todos muito equilibrados e com boa acides.

Nesta degustação, os resultados do nosso painel apresentaram, uma pequena amplitude de notas, sendo na média aparada de 2,2 pontos (de 88,3 a 90,4).

O vinho que ficou em último lugar foi o Clos des Capucins 2014, produzido pelo Domaine Weinbach, na região da Alsácia, na França, com 13,5% de alcool, escolhido o segundo melhor vinho por um confrade e o pior vinho para outros tres confrades.

O segundo melhor vinho do painel, foi o Felseneck Riesling GG 2007, produzido na Alemanha, por Schafer-Frohlich, na sub-região de Nahe, com 13% de alcool, escolhido o melhor vinho por quatro confrades.

O Campeão da noite, foi o Riesling Trocken 2013, Alemão, produzido por Selbach-Oster na região do Mosel, com 12% de alcool. Este vinho foi escolhido o melhor vinho por tres confrades e o segundo melhor por outros tres.


Vejam os resultados completos abaixo.


Não se esquecam que no dia 24 de março degustaremos, no Rio de Janeiro, Pinot Noir - Chile vs California. Até lá....

Não percam a próxima degustação.