domingo, 3 de março de 2019

Riesling acima de R$ 250 reais


No último dia 21 de fevereiro, 5ª feira, realizamos no Rosmarino mais uma excelente degustação, desta vez de Riesling de mais de R$ 250 reais, na sua maioria provenientes da Alemanha e França, sendo apenas um neo zelandes e um chileno. Tivemos a presença de 8 confrades e foram degustados 9 vinhos, de safras bastante diversas (2004, 2007, 2009, 2011, 2013 e 2015), O nosso confrade Paulo foi responsável pelo excepcional menu da noite.

Couvert: Pão italiano, mini-ciabata, pão de queijo, patê de roquefort, manteiga e azeitona.

Entrada: Salada de verdes com salmon Gravlax e queijo de cabra grelhado

Prato Quente: Chucrut Garni, carnes Berna

Sobremesa: Strudel de Maça com Chantilly ou livre do cardápio (Entremet de chocolate, Torta de nozes carameladas, Merengue de chocolate belga e avelãs, Carolinas de creme, Ovos nevados, Profiteroles, Terrine de Frutas, Tiramisú, Creme brulée, Pastiera di grano, Bavarese de chocolate e Tarte Tatin)

Como de costume o serviço foi excelente e a execução do cardapio sensacional.

A degustação contou com nove vinhos com níveis de alcool variando entre 9% e 13,5%.

A seguir uma breve descrição dos vinhos degustados:

Rippon 2015
Produtor: Rippon
País/Região: New Zealand/Central Otago
Graduação alcoolica: 12%
Uvas: Riesling
Confrade: Paulo

Winemaker's Lot / Vinedo Quitralman 2007
Produtor: Concha y Toro
País/Região: Chile/Valle Bio-Bio
Graduação alcoolica: 13,5%
Uvas: Riesling
Confrade: Alessandro

Hochheimer Kirchenstuck Riesling ST 2011
Produtor: Domdechant Werner
País/Região: Alemanha/Rheingau
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Riesling
Confrade: Joubert

Wehlener Sonnenuhr Rieling Kabinett 2011
Produtor: Selbach-Oster
País/Região: Alemanha/Mosel
Graduação alcoolica: 9%
Uvas: Riesling
Confrade: Alessandro

Fritz Haag Riesling Trocken 2017
Produtor: Fritz Haag
País/Região: Alemanha/Mosel
Graduação alcoolica: 11,5%
Uvas: Riesling
Confrade: João Luiz

Königsbacher IDIG GG 2007
Produtor: A. Christmann
País/Região: Alemanha/Pfalz
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Riesling
Confrade: Marcio

Cuvee des Comtes D' Eguisheim 2009
Produtor: Leon Beyer
País/Região: França/Alsace, Haut-Rhin
Graduação alcoolica: 13,5%
Uvas: Riesling
Confrade: Calabro

Cuvee des Comtes D' Eguisheim 2004
Produtor: Leon Beyer
País/Região: França/Alsace
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Riesling
Confrade: Walter

Leon Beyer Riesling 2013
Produtor: Leon Beyer
País/Região: França/Alsace
Graduação alcoolica: 12,5%
Uvas: Riesling
Confrade: Altman

Vinhos degustados


Os vinhos apresentaram cor amarelo palha, alguns com tons dourados. Os aromas predominates eram petrolato, pedra de isqueiro, mineral e frutas branca, entre outros, alem de ótim acidez.

Nesta degustação, os resultados do nosso painel apresentaram, uma razoável amplitude de notas, sendo na média aparada de 3,3 pontos (de 87,9 a 91,2).

O vinho que ficou em último lugar foi o Leon Beyer Riesling 2013, produzido pelo Domaine Leon Beyer, na Frnça, na região da Alsácia, com 12,5% de alcool, escolhido o pior vinho por seis confrades.

O segundo melhor vinho do painel Winemaker's Lot / Vinedo Quitralman 2007, o coelho (vinho fora do tema), produzido pela bodega Concha y Toro, no Chile, no Valle Bio-Bio, com 13,5% de alcool, escolhido o melhor vinho por dois confrades, o segundo melhor por outros tres e o pior por mais um confrade.

O Campeão da noite, foi o Hochheimer Kirchenstuck Riesling ST 2011, produzido por Domdechant Wernersches Weingut na Alemanha, na região de ela Viña Olabarri, na região de Rheingau, com 13% de alcool, tendo sido escolhido o melhor vinho por tres confrades e o segundo por outros 4 confrades.


Vejam os resultados completos abaixo.


Não se esquecam que no dia 21/Março teremos a nossa próxima degustação, de vinhos Tintos da Sicilia. Até lá....

Não percam a próxima degustação.


segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Borgonha Branco: Grand Cru e Premier Cru


No último dia 22 de janeiro, 3ª feira, realizamos no Ruffino’s uma excelente degustação, desta vez de Borgonha Branco: Grand Cru e Premier Cru. Tivemos a presença de 7 confrades, foram degustados 7 vinhos de diversas safras 1999,2001,2003, 2004, 2005, e 2009. O nosso confrade Joubert foi responsável pela organização do jantar.

Entrada: Siri e Lula Frita

Prato Principal: Pescada a Ruffino’s

Sobremesa: Tortas, Sorvetes e frutas da época

O serviço foi excelente e a execução do cardapio excelente.

A degustação contou com sete vinhos com níveis de alcool variando entre 12,5% e 13,5%.


A seguir uma breve descrição dos vinhos degustados:

Montagny - 1er Cru - Les Coères 2008

Produtor: Maison Deux Montille
País/Região: França/Montagny
Graduação alcoolica: 12.5%
Uvas: Chardonnay
Confrade: Alessandro

Chablis Réserve de Vaudon 2015
Produtor: Drouhin-Vaudon
País/Região: França/Chablis
Graduação alcoolica: 12.5%
Uvas: Chardonnay
Confrade: Calabro

1er Cru - Les Chenevottes 2009
Produtor: Henri Prudhon
País/Região: França/Chassagne Montrachet
Graduação alcoolica: 13,5%
Uvas: Chardonnay
Confrade: Altman

1er Cru - Frétille - Premier Cru 2006
Produtor: Mison Deux Montille
País/Região: França/Pernand-Vergelesses
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Chardonnay
Confrade: Walter

Chablis Grand Cru Bougros 2010
Produtor: Domaine Servin
País/Região: França/Chablis
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Chardonnay
Confrade: Marcio

Chablis Premier Cru Vaucoupin 2016
Produtor: Gautheron
País/Região: França/Chablis
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Chardonnay
Confrade: João Luiz

1er Cru - Sur Gamay 2009
Produtor: Maison Deux Montille
País/Região: França/Saint-Aubin
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Chardonnay
Confrade: Joubert

Vinhos degustados


Os vinhos apresentaram cor amarelo palha. Os aromas predominantes incluiam madeira, fermento, baunilha, frutas brancas frescas e cítricas, entre outros. Todos tinham o alcool bastante equilibrado.

Nesta degustação, os resultados do nosso painel apresentaram, uma razoável amplitude de notas, sendo na média aparada de 1,6 pontos (de 89,1 a 90,7).

O vinho que ficou em último lugar foi o Chablis Réserve de Vaudon 2015, produzido por Drouhin-Vaudon, na região de Chablis com a uva Chardonnay. Com 12,5% de alcool, foi escolhido o pior vinho por tres confrades, o segundo melhor por outro e o melhor por mais um confrade.

O segundo melhor vinho do painel, foi o 1er Cru - Les Chenevottes 2009, produzido na região de Chassagne Montrachet por Henri Prudhon com uvas Chardonnay. Com 13,5% de alcool, foi escolhido o melhor vinho por um confrade e o segundo melhor por outros dois.

O Campeão da noite, foi o 1er Cru - Sur Gamay 2009, produzido pelo Domaine De Montille com a uva Chardonnay, na região de Saint-Aubin, com 13% de alcool. Este vinho foi escolhido o melhor vinho por quatro confrades e o pior por outro.

  
Vejam os resultados completos abaixo.


Não se esquecam que no dia 21/Fevereiro degustaremos Rieslings acima de R$ 250. Até lá....

Não percam a próxima degustação.


segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Franciacorta


 Na última 5ª feira, dia 13 de dezembro, realizamos no Rosmarino mais uma otima degustação, desta vez de Franciacorta, um espumante produzido na Provincia de Brescia, na região da Lombardia.  Tivemos a presença de apenas 4 confrades e um convidado. O nosso confrade Paulo foi responsável pelo ótimo menu da noite.

Couvert: Pão italiano, mini-ciabata, pão de queijo, patê de roquefort, manteiga e azeitona.

Entrada: Guacamole com tortilhas, Carpaccio de abobrinha, carpaccio de file

Primeiro Prato: Mariscos de bistrô ao creme e vinho branco

Segundo Prato:  Medalhões de salmon grelhado, gergelim preto e redução de balsâmico com rosti de batata doce

Sobremesa: Entremet de chocolate, Torta de nozes carameladas, Merengue de chocolate belga e avelãs, Carolinas de creme, Ovos nevados, Profiteroles, Terrine de Frutas, Tiramisú, Creme brulée, Pastiera di grano, Bavarese de chocolate e Tarte Tatin

Como de costume o serviço foi excelente e a execução do cardapio tambem.

A degustação contou com cinco vinhos com níveis de alcool variando entre 12,5% e 13%.


A seguir uma breve descrição dos vinhos degustados:

Franciacorta Berlucchi Cuvee Imperiale NS
Produtor: Guido Berlucchi
País/Região: Italia/Corte Franca / Lombardia
Graduação alcoolica: 12.5%
Uvas: Chardonnay / Pinot Nero
Confrade: Kel

Franciacorta Dosaggio Zero NS
Produtor: Andrea Arici
País/Região: Italia/Gussaco / Lombardia
Graduação alcoolica: 12.5%
Uvas: Pinot Nero / Chardonnay
Confrade: João Luiz

Franciacorta M Extra Brut NS
Produtor: Le Marchesine
País/Região: Italia/Passirano / Lombardia
Graduação alcoolica: 12.5%
Uvas: Chardonnay / Pinot Blanc / Pinot Noir
Confrade: Alberto

Franciacorta Cuvée n.7 NS
Produtor: Lo Spavierre
País/Região: Italia/Monticelli Brusati / Lombardia
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Chardonnay / Pinot Noir
Confrade: Marcio

Millesimato Brut Satèn 2007
Produtor: Contadi Castaldi
País/Região: Italia/Adro / Lombardia
Graduação alcoolica: 12.5%
Uvas: Chardonnay
Confrade: Paulo

Vinhos degustados



Os espumantes apresentaram cor amarelo palnha e uma boa perlage. Os aromas incluiam frutas brancas, floral, nozes e levedura.

Nesta degustação, os resultados do nosso painel apresentaram, uma minima amplitude de notas, sendo na média aparada de 1,1 pontos (de 89,2 a 90,3).

O vinho que ficou em último lugar foi o Franciacorta Cuvée n.7 NS, produzido por Lo Spavierre, na região de Monticelli Brusati, na Lombardia, com 13% de alcool, escolhido o pior vinho por dois confrades e o segundo melhor por outro.

O segundo melhor vinho do painel, foi o Franciacorta Berlucchi Cuvee Imperiale NS,  com 12,5% de alcool, produzido por Guido Berlucchi em Corte Franca, na Lombardia, com as uvas Chardonnay e Pinot Nero. Foi escolhido o melhor vinho por um confrade, o segundo melhor por outro e o pior vinho por um terceiro.

O Campeão da noite, foi o Millesimato Brut Satèn 2007, produzido pela Vinivola Contadi Castaldi, em Adro, na região da Lombardia, com 12.5% de alcool. Este vinho foi escolhido o melhor vinho por tres confrades e o segundo melhor por outros dois.

Vejam os resultados completos abaixo.


Caros confrades, após um ano excepcional, com grandes vinhos, em janeiro iniciaremos o nosso 10º ano. No dia 22 de Janeiro, 3ª feira, degustaremos vinhos brancos da Borgonha. Até lá....

Não percam a próxima degustação.


sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

domingo, 25 de novembro de 2018

Vinhos tintos Top entre 2000 e 2005


No último dia 13 de novembro, 3ª feira, realizamos no La Casserole uma excepcional degustação, desta vez de Vinhos tintos Top entre 2000 e 2005. Tivemos a presença de 11 confrades, entretanto foram degustados 9 vinhos comprados ao longo do ano especialmente para esta degustação. Apesar do tema, tivemos vinhos das safras 1999,2001,2003, 2004, 2005, e 2009. A organização do evento e a escolha do menu ficou a cargo do nosso confrade Joubert.

Entrada: Cassolette de Frutos do Mar

Primeiro Prato: Magret de pato, redução de merlot emini legumes

Segundo Prato:  Filé mignon, crosta de ervas, redução de merlot e batata soufflê

Sobremesa: Pessego Melba

O serviço foi excelente e a execução do cardapio excepcional.

A degustação contou com nove vinhos com níveis de alcool variando entre 13% e 14,5%.


A seguir uma breve descrição dos vinhos degustados:

Almaviva 2003
Produtor: Almaviva
País/Região: Chile/Puente Alto
Graduação alcoolica: 14.5%
Uvas: Cabernet Sauvignon, Carmenère e Cabernet Franc

Opus One 2005
Produtor: Opus One
País/Região: USA/Oakville
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: 88% Cabernet Sauvignon, 5% Merlot, 3% Petit Verdot, 3% Cabernet Franc e 1% Malbec

Granges 2001
Produtor: Penfolds
País/Região: Australia/South Australia
Graduação alcoolica: 14.5%
Uvas: 100% Shiraz

Vega Sicilia Unico 2005
Produtor: Bodegas Vega Sicilia
País/Região: Espanha/Ribera del Duero
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: 94% Tempranillo e 6% Cabernet Sauvignon

Chateau Margaux  2004
Produtor: Chateau Margaux
País/Região: França/Margaux
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: 75% cabernet sauvignon, 20% merlot, 5% petit verdot

Barca Velha 2004
Produtor: Casa Ferreirinha
País/Região: Portugal/Douro
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Tinta Roriz, Tinta Cão, Touriga Franca, Touriga Nacional

Richebourg 2009
Produtor: Domaine Anne Gros
País/Região: França/Richebourg
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Pinot Noir

Brunello Montalcino Tenuta Greppo 2005
Produtor: Biondi Santi
País/Região: Italia/Brunello di Montalcino
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Sangiovese Grosso

Barolo Riserva 1999
Produtor: Giacomo Borgogno
País/Região: Italia/Barolo
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Nebbiolo

Vinhos degustados
  
Os vinhos, apesar da idade, apresentaram cor rubi, sendo que alguns ainda violáceo. Um deles já tinha tons granada. Os aromas  incluiam madeira, floral, herbáceo, frutas vermelhas escuras, lacteo, tabaco, quimico, entre outros. Todos tinham o alcool e os taninos bastante equilibrados.

Nesta degustação, os resultados do nosso painel apresentaram, uma maior amplitude de notas, sendo na média aparada de 3,9 pontos (de 90,6 a 94,5).

O vinho que ficou em último lugar foi o Barolo Riserva 1999, produzido por Giacomo Borgogno, na região de Barolo na Itália com a uva Nebbiolo. Com 13,5% de alcool, foi escolhido o pior vinho por sete confrades.

O segundo melhor vinho do painel, foi o Chateau Margaux  2004, produzido em Bordeaux, na região de Margaux pelo próprio Chateau Margaux com as uvas cabernet sauvignon (75%), merlot (20%) e petit verdot (5%). Com 13% de alcool, foi escolhido o melhor vinho por tres confrades,  o segundo melhor por outros dois e ainda o pior vinho por mais dois confrades.

O Campeão da noite, foi o Richebourg 2009, produzido pelo Domaine Anne Gros com a uva Pinot Noir, na região de Vosne-Romanée, na denominação Richebourg, com 13.5% de alcool. Este vinho foi escolhido o melhor vinho por seis confrades e o segundo melhor por outros quatro.





Vejam os resultados completos abaixo.


Não se esquecam que no dia 13/Dezembro degustaremos Franciacorta na nossa última degustação do ano, a 108a desde o início da confraria. Até lá....

Não percam a próxima degustação.


quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Vinhos tintos com mais de 20 anos


Na última 5ª feira, dia 18 de outubro, realizamos no Rosmarino mais uma excelente degustação, desta vez de Vinhos tintos com mais de 20 anos, na sua maioria Espanhois, sendo apenas um italiano e um portugues. Tivemos a presença de 7 confrades e foram degustados 7 vinhos, de safras bastante diversas (1980, 1989, 1995, 1997 e 1998), O nosso confrade Paulo foi responsável pelo excepcional menu da noite.

Couvert: Pão italiano, mini-ciabata, pão de queijo, patê de roquefort, manteiga e azeitona.


Entrada: Brusquetas ao pomodoro e Brusquetas de berinjela

Primeiro Prato:    Canelone gratinado recheado de queijo meia cura

Segundo Prato:    Filé ao funghi porcini com batata rösti e ervilha crocante

Sobremesa: Entremet de chocolate, Torta de nozes carameladas, Merengue de chocolate belga e avelãs, Carolinas de creme, Ovos nevados, Profiteroles, Terrine de Frutas, Tiramisú, Creme brulée, Pastiera di grano, Bavarese de chocolate e Tarte Tatin


Como de costume o serviço foi excelente e a execução do cardapio excepcional.

A degustação contou com sete vinhos com níveis de alcool variando entre 12,5% e 14%.


A seguir uma breve descrição dos vinhos degustados:

Casa Ferreirinha Reserva 1989
Produtor: Casa Ferreirinha
País/Região: Portugal/Douro
Graduação alcoolica: 12.5%
Uvas: Touriga Franca, Touriga Nacional e Tinta Roriz
Confrade: Alberto

Barolo Riserva 1998
Produtor: Giacomo Borgogno
País/Região: Italia/Barolo
Graduação alcoolica: 14%
Uvas: Nebbiolo
Confrade: Calabro

Faustino I Gran Reserva 1995
Produtor: Bodegas Faustino
País/Região: Espanha/Rioja
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Tempranillo e Graciano
Confrade: Paulo

Marques de Riscal Crianza 1980
Produtor: Marques de Riscal
País/Região: Espanha/Rioja
Graduação alcoolica: 12.5%
Uvas: Tempranillo, Graciano e Mazuelo
Confrade: Marcio

Alion 1997
Produtor: Bodegas Alion
País/Região: Espanha/Ribera del Duero
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Tempranillo
Confrade: João Luis

Bikandi 1998
Produtor: Viña Olabarri
País/Região: Espanha/Rioja
Graduação alcoolica: 13.5%
Uvas: Tempranillo
Confrade: Alessandro

Alta Rio 1997
Produtor: Consejo de La Alta
País/Região: Espanha/Rioja
Graduação alcoolica: 13%
Uvas: Tempranillo
Confrade: Altman

Vinhos degustados


Os vinhos apresentaram cor granada, apresentando sinais de bastante evolução. Os aromas predominates eram os terciários, com madeira, caramelo, muita complexidade e taninos ainda vivos e equilibrados.

Nesta degustação, os resultados do nosso painel apresentaram, uma pequena amplitude de notas, sendo na média aparada de 2,5 pontos (de 89,3 a 91,8).

O vinho que ficou em último lugar foi o Alta Rio 1997, produzido pelo Consejo de La Alta na Espanha, na região de Rioja, com 13% de alcool, escolhido o melhor vinho por um confrade, o segundo melhor por outro e o pior por outros dois.

O segundo melhor vinho do painel, foi o Marques de Riscal Crianza 1980, produzido pela bodega Marques de Riscal, na Espanha, na região de Rioja, com 12,5% de alcool, escolhido o segundo melhor vinho por um confrade e o pior por outros dois.

O Campeão da noite, foi o Bikandi 1998, produzido pela Viña Olabarri, na região de Rioja na Espanha, com 13,5% de alcool, tendo sido escolhido o melhor vinho por seis confrades.


Vejam os resultados completos abaixo.


Não se esquecam que no dia 13/Novembro teremos a tão esperada degustação com vinhos tintos top, com mais de 10 anos. Até lá....

Não percam a próxima degustação.